fbpx
Tópicos do artigo

5 motivos que impedem seu site de dar retorno financeiro

5 motivos que impedem seu site de dar retorno financeiro
Tópicos

No mundo temos um total de 1 bilhão de sites ativos, ou seja, com endereço próprio.

Apesar do grande número, as vezes esquecemos de levar em consideração quantos desses sites são realmente pensados para aparecer nas buscas do Google ou para atender as reais necessidades do público final.

Com o surgimento de diversas ferramentas que prometem permitir que qualquer pessoa crie um site em algumas horas, muitos estão sendo criados já com data para morrer ou simplesmente para não dar nenhum retorno.

E o pior?! Quem criou muitas vezes não tem conhecimento dos erros que cometeu.

Por isso, resolvi listar aqui os principais pontos que você deve pensar quando for criar o site para sua empresa, e se você já possui um, veja também se tudo foi feito da melhor forma possível.

1. Velocidade

Sites lentos perdem quase metade dos acessos

Velocidade de carregamento talvez seja um dos pontos mais importantes. Afinal, do que adianta um site maravilhoso se ele demora um absurdo para carregar?

Alguns estudos apontam que cerca de 40% dos usuário abandonam uma página se ela demorar mais de 3 segundos para carregar, outros vão além, dizem que 47% dos usuários esperam que uma página leve 2 segundos.

E não para por aí, outros estudos apontam que os usuários levam cerca de 0,5 segundos, ou seja, 50 milissegundos para decidirem se eles gostam ou não do seu site e, por consequência, da sua empresa.

Como saber se o seu site está dentro disso?

A gtmetrix.com é uma das ferramentas mais usadas e confiáveis para analisar a velocidade de uma página.

Basta acessar a ferramenta, inserir o endereço da página que você quer analisar e clicar em “test your site”.

Aguarde alguns segundos para que sua página seja analisada e então receba o resultado.

Teste real mostra que o site carrega em menos de 2 segundos

Apesar da ferramenta exibir uma série de informações, aqui nós vamos focar em apenas uma: velocidade.

Se estiver abaixo dos 3 segundos, perfeito, você passou no teste com excelência.

No entanto, algumas ferramentas instaladas em seu site podem fazer com que o resultado seja maior durante este teste. Então, se ainda estiver abaixo dos 5 segundos e você sabe o motivo (e que seja um importante), está tudo bem também.

Mas, mais do que 5 segundos sem um motivo específico, é definitivamente preocupante.

2. Experiência do usuário

Experiência do usuário tem se tornado cada vez mais importante no mundo digital

88% dos usuários são menos propensos a voltar para um site se eles tiverem uma experiência ruim na primeira vez.

E não é só isso, muitos desses usuários deixam até mesmo de visitar a empresa pessoalmente por causa disso. O que significa prejuízo em dobro, na internet e na loja física.

Como saber se o seu usuário tem uma boa experiência durante a navegação?

Existem algumas formas de você descobrir isso:

  1. Consulte um especialista em design que entenda de experiência do usuário;
  2. Seu site precisa ser responsivo, ou seja, totalmente adaptado para celulares, então nada de ter que ficar dando zoom para enxergar o que está escrito;
  3. Você pode instalar algumas ferramentas de análise de dados, como heatmaps ou similares, para descobrir como os usuários navegam;
  4. Peça para alguns clientes navegarem no seu site e te darem um feedback honesto. Esta pode não ser a forma mais precisa, já que muitos acabam não sendo totalmente honestos com medo de te ofender, mas também pode ser uma forma de pegar algumas dicas;
  5. Navegue em seu site como se fosse um cliente. Se você estivesse procurando uma determinada informação, o quão fácil é encontrá-la?

3. Credibilidade

Um design ruim pode prejudicar a credibilidade de uma empresa

75% dos consumidores admitem julgar a credibilidade de uma empresa com base no design do site.

Isso significa que se o layout da página é antigo ou comunica as informações da sua empresa de forma errada, o usuário pode interpretar toda sua companhia da forma errada também.

Não adianta, o ser humano julga pela aparência, sempre foi assim e continuará sendo. Somos bons nisso, pois levamos menos de 1 segundo para decidir se gostamos de algo ou não.

Então, não adianta oferecer o melhor produto ou serviço, se você não passar essa mensagem no universo digital.

Como resolver isso?

  1. Tenha um visual que seja coerente com o que seu público espera.
  2. As imagens e textos precisam ser visualmente agradáveis, então nada de imagens em baixa qualidade ou distorcidas.
  3. Ao contratar alguém para desenvolver o design do seu site, garanta que ele tenha um visual que possa durar o maior tempo possível, portanto, nem sempre o que está na moda no momento é a melhor solução.
  4. Atualize o design do seu site pelo menos 1 vez por ano. Não precisa refazer o site todo, mas dar aquela atualizada nas informações e modernizar algumas coisinhas pode dar um bom efeito e manter a longevidade do design. Se você olhasse como o Facebook e Instagram eram há 1 ou 2 anos atrás, se surpreenderia com como seriam considerados “feios” para os dias de hoje.

4. Call to action

Um bom site precisa de um call to action bem definido

70% dos sites das pequenas e médias empresas falham em não ter um call to action claro.

O que isso significa?

Um call to action, em português: “chamada para ação”, é uma mensagem + botão indicando para o usuário fazer algo.

Por exemplo: imagine que você é um taxista. Quando um usuário acessa seu site, a principal ação que ele quer ou deveria fazer é a de entrar em contato com você.

Então seu site precisa ter de imediato um botão “fale comigo” para que o usuário te ligue. Isso é um call to action claro e direto ao ponto.

Todo usuário quando entra em um site, deseja fazer uma ação: saber mais, entrar em contato ou acessar uma informação específica.

Não adianta nada ter um site lindo e rápido se não houver aquilo que o usuário mais precisa no momento.

5. Mobile sempre!

O acesso via smartphones se tornou prioridade para os usuários

Mais de 60% do tráfego dos internautas é feito por meio de smartphones.

Dependendo do seu nicho ou forma de divulgação, isso pode facilmente subir para mais de 90% ou até beirar os 100%.

Vamos supor que você possui uma oficina mecânica 24h. Na maior parte dos casos, as pessoas vão procurar sua empresa no Google quando o carro delas quebrar ao sair de casa, do serviço ou quando estão no meio da viagem.

Em todos estas situações, a pessoa com certeza irá recorrer ao smartphone para acessar seu site.

Neste caso, o usuário está com pressa e irritado, então seu site precisa ter sido muito bem pensado para ser direto ao ponto e funcionar perfeitamente no smartphone. Caso contrário, adeus! Ele vai procurar o concorrente.

Um outro exemplo é para empresas que se divulgam por meio das redes sociais.

Se a maioria das pessoas vão ver seus anúncios enquanto navegam no Facebook, Instaram ou WhatsApp pelos aplicativos nos smartphones, então é esperado que a maioria do seu tráfego seja feito também através do smartphone, certo?!

Por isso não faz sentido ter um site pensado só para computadores, se o seu próprio marketing não é feito para isso.

Conclusão

Ter um site é extremamente importante, ainda mais agora em 2020, onde todos estão aprendendo a importância de se estar e vender online, mas mais importante do que isso é ter um site bem planejado e executado de acordo com as necessidades suas e do seu público.

Se você precisa investir em um site a longo prazo, minha recomendação é evitar ferramentas milagrosas e propagandas que prometem deixar você mesmo criar o seu em 1 hora.

Criar um site em um tempo tão curto e sem o conhecimento necessário de diversas áreas é impossível. É cair na conversa do barato que no final sai caro.

Agora, se você já tem um site e já está trabalhando na sua comunicação visual. Experimente dar uma olhada no meu ebook gratuito: “Porque o design da sua empresa não funciona e como resolver isso de graça”.

Ebook gratuito criado para ajudar empreendedores a melhorar a comunicação visual de suas empresas
Ebook gratuito criado para ajudar empreendedores a melhorar a comunicação visual de suas empresas

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Imprimir
Hallan Dionisio

Hallan Dionisio

Hallan Dionisio é designer gráfico freelancer, nascido em Bauru e residente também em Campinas. Com 10 anos de experiência, ele atende empresas de todo Brasil, oferecendo soluções especialistas em: criação de sites, marcas e estratégia de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *